literatura não é a coisa mais importante

te dei um livro. por praxe perguntei se você gostava do poeta, eu tinha certeza que sim.

você olhou pro nome

escrito na capa

e confortavelmente me disse que não.

durante toda a festa

o livro ficou de embrulho aberto em cima de uma mesa.

quem olhasse de longe acharia que o livro tinha sido um bom presente ou pelo menos

um presente como outro qualquer

mas porque agora eu sabia que você não gostava do poeta, então o livro ficou com cara de abandono pra mim.

antes de ir embora eu vou pegar ele de volta, pensei.

não é justo, pensei, com um livro desse calibre, mas

por conta do vinho

sendo colocado insistentemente na minha taça

e de um homem chamado césar

dizendo no meu ouvido que não conseguia ficar ao meu lado sem derreter

então eu acabei me

esquecendo de resgatar o livro e

fui embora da festa pensando em sexo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s