o cavalo ainda está vivo

a escravidão no olho do cavalo deixou o rosto dele ainda mais com formato de serrote.

a Angústia

se agarrou no corpo grande feito praga

e no olho inteiro preto do cavalo

magro, Ela

não vai desistir

nem quando ele morrer no chão de pata

imensa

pelo Sim de alguém que julgou o cavalo Sofrendo e por isso o melhor pra ele foi

o sacrifício.

ninguém perguntou pro cavalo:

-que tal a morte?

porque cavalo não fala.

mas ao olharem o corpo morto

abismados notarão a Angústia ainda no pelo,

um resto

da vida

que ele não

teve. alguns sentirão Pena,

outros dirão

vamos comer uma pizza. pra 1 ou outra reação será um tanto

Tarde

mas

por Enquanto

o cavalo ainda está vivo.

por ordem do condutor parou o

Trabalho

pra comer 5 minutos nem isso

num saco

improvisado de mercado, cheio de

ração, não tudo pra agora.

Agora

já é hora de voltar ao trabalho,

o sonho do cavalo é estar no mato com os outros

1 deles a mãe, mas os cavalos

não sabem disso, pra eles basta o fato de estarem

juntos, o céu com sol ou chuva,

a liberdade de ser animal

tomou um

Tiro,

o dedo no gatilho sempre foi o nosso.

depois você come mais ração,

e 5 homens feitos

subiram na

charrete

sendo que carro e perna existem, mais o Peso

da charrete. mais o peso

do condutor

com corda

que vira chicote e amarra a boca

do cavalo,

perto do olho um tampão pra cidade não distrair

o escravo

além do peso dele mesmo sempre só,

2 cavalos numa charrete é dinheiro danado jogado no lixo.

além do mais

Cavalo é bicho forte, por exemplo uma mulher coxuda

e com queixo

é chamada de:

-Cavalona.

por um grupo

que bebe cerveja

e bebe

a bunda da mulher de costas, 5 homens

feitos,

no mínimo 80 quilos

cada um.

o condutor diz:

-aqui é a igreja central,

aqui

o museu,

aqui acontecem os shows mais importantes

e o cavalo puxando

as rodas, indo pro lado tomar fôlego,

ele sente

Fome no olho,

ferro na pata,

as moscas não o deixam em paz e na bunda

um saco

pra ele cagar dentro sem sujar a cidade que faz fila

pra andar de cavalo,

as pessoas preferem

com este calor.

colocam seus filhos na charrete, dão dinheiro na mão do condutor que pensa:

-(m)Eu trabalho.

as crianças

vão tranquilas, os pais

tranquilos, ninguém gritou
Chega

nem mesmo eu que vi a Dor de ser cavalo

no olho do cavalo e fiz

silêncio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s