a morta preferida

sentada numa cadeira na altura da maca
de frente pro rosto morto, esse
de uma senhora chamada
Marta
com 86 anos de não sei o que mas, com certeza,
coisas fortes aconteceram ali e dona marta foi sucumbir de gripe
no verão.

– a gripe foi o ápice. – pensou a maquiadora.

não foi a gripe que a matou, foram os 86
anos
e o pincel de blush num vai e vem nas bochechas amarelas, mas
sem exageros,
1 defunto
não deve estar extremamente maquiado,
as pessoas tem preconceito com morto arrumado,
eles ficam com cara de vivo
se a maquiagem ficar muito boa
ou parece que a morte fui injusta
levando da vida
alguém que tinha
grandes chances de ainda
ficar.
o batom
cor de lábio
foi o toque final.
teve sombra cintilante,
teve um pouco de rímel, um pouco de lavanda,
e teve o longo cabelo de dona marta
colocado todo para trás num coque sem grampo para que as pessoas
pudessem ver seu rosto
e rezar por ele
em paz.
os convidados pro enterro já estavam a caminho
em seus carros pretos
vestindo preto, dona marta
foi muito rica e
7 filhos,
3 maridos que ela nunca negou fogo, todos
a caminho chorando uma pequena parte do que chorariam pelo resto
da vida, a dor
dura
mesmo depois que as lágrimas
acabam.

– essa tá pronta, seu Cândico. – avisou a maquiadora.

essa
ficou muito bonita.

Anúncios

2 comentários sobre “a morta preferida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s