a morte de um homem comum

o morto
mortinho da Silva
esperando visita no caixão, acompanhado daquelas velas tão altas e
solenes,
o padre em breve
rezará missa dedicada a ele
em memória da Vida
de um homem bom.
– e como ele era
Engraçado, disse seu chefe num riso amarrado, o choro
caía da boca de quem o morto
nunca
nem imaginava
que gostava tanto
dele assim, as pessoas estavam sinceras e bem vestidas em seus pretos saudosos de cores que só existiam quando
ele ainda
exista também.
e depois de uma noite inteira e
metade de 1 dia
inteiro, 4 homens
Fortes
em meio a aplausos
pegaram seu caixão pela alça com respeito.
quantas flores
lindas com mensagens no centro,
em volta dele
o cheiro
de Terra
fresca, homens suados trabalhando com pá
deixando
o cheiro
um pouco mais
Intenso e bem diferente da poluição diária na cidade grande:
aquele
era o melhor dia de sua vida.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s