ainda bem que essa mãe foi corajosa o suficiente pra dar prum cara na primeira noite e fazer 1 filho assim

ele era preto olho preto e também uma mancha preta onde deveria ser branco no olho, feito

1 pinta

Grande

demais. Aquela mancha de olho parecia que tinha sido feita com caneta

por alguma criança-capeta que foi além do Lúdico porque

estava sozinha e ninguém

a impediu.

Ele era poeta, falava perto mas não por beijo, era

pra sentir. Eu me sentia lentamente Sugada enquanto conversávamos, fiquei

com medo de sumir de tanto que ele puxava de mim o que eu nem sei, comecei a suar enquanto conversávamos e de noite sonhei que ia morrer.

No sonho ele me falava:

-segura. Segura esse corpo senão você vai morrer.

e eu ia subindo, levitando, sentindo minha carne evaporando indo tudo pro Olho dele, e eu ia

ficando só osso, minhas costelas apareciam

como as de cristo nas igrejas mais antigas e eu não queria morrer, estava usando Toda a minha

Força pra ficar,

mas tinha uma coisa Vigorosa além da conta que me puxava pro céu pra morrer azul e issoimages

era o Olho

dele

preto com a pinta preta virando um Músculo.

Acordei num Salto.

Fiquei com medo dos espíritos

no meu quarto, eu tinha tido uma conversa no carro outro dia com a

Paula, 1 entendedora de almas penadas, e ela me disse:

-Quando a gente sente medo, a gente abre o corpo pro`s espíritos ruins.

E eu

estava morrendo

de Medo, então eu estava abertíssima segundo Paula sendo que eu

acredito em Paula então

sentir medo era muito perigoso.

Entrei na internet pelo celular pra distrair os espíritos, esquecer

deles, deixar

Leve, deu certo. Comecei a ler uma notícia que não era notícia, era sobre uma gata que fez um implante de silicone antes e agora

desfez

porque a última moda é ter seios

Pequenos, pronto,

meu medo

sumiu. E no dia seguinte que encontrei com o preto-poeta foi bem melhor, tomamos um café.

Eu já estava habituada ao seu jeito intenso de me tocar com o olho e não era sexo, Sua profundidade de Rio alagado,

eu soube ser

1 barco e nem remar, conversamos e ele disse que não estava com fome porque tinha

Comido muito no café da manhã no hotel. Ele Estava passando uma temporada em São Paulo a trabalho.

-esses cafés de hotel vêm em abundâncias.

Ele disse,

– é preciso aproveitar porque nem sempre há tanta comida no lugar que eu moro.

Ele mora

numa aldeia em Pernambuco. Tem tantos amigos que

não lembra o nome de todos, mas

de fato

a cada 2 ou 3 minutos de prosa

Comigo,

Vinha alguém dar um abraço no poeta-preto, um tapa nas costas, um beijo,

Pediam 1 livro dele pra depois, porque agora estavam sem dinheiro. E o poeta da mancha era só Gentileza,

com cada pessoa que vinha lhe dar um pouco de carinho ele dava um prédio de carinho, nunca conheci alguém tão abertamente amado assim.

Ele vestia um colar roxo, nesse dia. Eu elogiei porque as miçangas me pareciam bolas de discoteca.

-esse colar era da minha mãe. – ele me contou.

Contou também que o pai ele nunca viu e a mãe viu o pai 1 vez num salão de foxtrote e eles dançaram, eles

Se beijaram, eles

Se amassaram num canto da parede do salão tão forte,

tão junto que fizeram 1 filho, o Poeta, pra depois nunca mais.

A mãe não gostava de falar do pai, até porque ela não tinha muito o que dizer.

E ele me contava isso

sorrindo. Ele me dizia inclusive que fazia 3 anos que ele não tinha ninguém pra namorar.

– O amor faz um pouco de falta mas eu moro perto da praia, então

 

passa.

 

Ele me disse isso por último e por enquanto a gente nunca mais se viu mas eu anotei

a frase, o olho

e o jeito de ser do poeta preto, agora eu sou

um pouquinho como ele porque eu quero

que Sim.

IMG_1241

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s