A GENTE ESCUTA O QUE A GENTE É

difícil escutar sem fazer cara nenhuma. Abrir o ouvido, simplesmente,

sem abrir mais nada a não ser

o olho de dentro, pra embarcar com imagens próprias na história contada mas

já não é ouvir o outro, é ouvir

a sua

Memória afetiva.

Entrar no conto de alguém sem

Julgar as escolhas inclusive estilísticas, inclusive as mentiras pra dar liga na história que se for pra ser sincera nem é tão boa assim, talvez nem seria contável se não fossem as mentiras, Ouvir

só e profundamente, é mesmo

Impossível?

Eu tento tanto.

Me esvazio pra Ouvir mas

o meu

Esvaziar-me

está sempre cheio

de referências, vivo de acordo com a minha perspectiva e escuto

de acordo com as minhas

Possibilidades que são do tamanho de

1 grampo: prendo a franja. No restaurante de domingo,

2 mulheres conversavam. 1 na escuta a outra

Na fala.

A que falava estava cravada na história, a que ouvia

Não sei, não consigo medir interiores de quem

está em silêncio.

A que falava contava uma história de amor falido. De 1 cara que estava saindo com ela e ligando pra ela até do futebol de quinta feira, tudo

muitotumblr_naqoigczdZ1qhd3s7o1_400

amor de revista, até que ele

deu O freio

na relação de um jeito tão brusco que ela não teve estômago pra aguentar e

acabou.

Acabou e ela continuava falando do sujeito pra amiga, então,

Não acabou.

E depois de falar mais de 1000 palavras pra descrever o quanto

ela estava certa e ele

Errado, porque ele a convidou pro casamento da prima e depois desconvidou,

Porque ele falou pra ela levar os cremes dela pro apê dele e depois

Se assustou com a quantidade de cremes, então ela disse fatal:

– Eu percebi que tinha algo errado porque ele não beijava minha boca.

Quando

a gente

beijava, era sempre Eu que tinha que tomar a iniciativa e logo ele se distraia. E o beijo

acabava.

Olhei pra boca dela.

Era uma boca feita

no cirurgião plástico. Da boca antiga não sobrou

fagulha e ela usava aparelho, com os seus 50 anos de corpo

Compacto, aparelho transparente na borracha, não no

ferro.

Imaginei o hálito dela. Da minha cadeira, entrei

Dentro da arcada e não é que era um gosto amargo, era só

Uma mucosa

querendo muito agradar. Ela

era da carteirinha do amor romântico, mas isto

é apenas A minha interpretação, se

Fosse outra

Pessoa qualquer ouvindo a Loira

talvez entenderia outra coisa ou nem prestaria atenção, como foi o caso do

Pedro,

que estava sentado na mesa comigo tomando 1, eu disse:

-Você ouviu isso?

e ele não tinha ouvido porra
nenhuma.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s