o Gato

me disseram de você, me disseram tantas coisas sobre o seu olho

verde, seus músculos de

magro, sua cor negra branca, seu hálito com dentes

tortos na medida

certa, imagina as mordidas que ele dá quando

ama, imagina como ele olha quando o pau

está duro.

o humor dele, me diziam.

o pelo dele, suspiravam.

Escutei as impressões das pessoas em você como se escuta

uma história

muito antiga num livro

didático e você

ao meu lado, sem se saber

tão desejado pela esmagadora

maioria.

A gente se olhou algumas vezes

bem na cara. Eu estava distraída à beça com a paisagem, mas

a gente se olhou bem na cara

e aquela conexão dentro de nervos como tomada se dava em silêncio, não prestei atenção.

Só soube o quanto

você me Transtorna depois, que nunca mais te vi.

Agora,

fotos e punhetas no banheiro.

tumblr_nlqzg2rItr1u9ya25o1_500

Anúncios

tempo

o acontecimento acontece como 1 flash,

num estalar de dedos
Pronto, o evento que antes
colecionava semanas pra sua tão sonhada
Estreia e te
alimentava
pelos dias muito iguais que
Se eram úteis,
foram úteis só como palco pro frio na barriga gerado
pelo aguardo de algo
Maravilhoso
que estava pra acontecer e
Acontece.
E passa. E quando passa, no raio do
agora,
nem parece o idealizado momento tão Feliz porque estamos ocupados demais
Vivendo
O sonho, efetivamente.
Sonhar o sonho demanda mais tempo,
O agora
É feito de partículas invisíveis e venta.
Quando vira memória
tem a aparência de um homem que nunca nasceu.
Lembrar do que aconteceu parece uma continuação estranha do sonho.
Se não fossem os objetos que guardamos dos lugares que visitamos,
os presentes que ganhamos das pessoas que conhecemos,
Nem as fotos servem porque o tempo
passa duro, mudamos tanto que
Aquela menina de blusa vermelha no carrossel tão sorridente não me lembra em nada a mulher que vejo
no espelho do retrovisor do taxi, eu
pego muito taxi e nem aquele
cabeludo de blusa branca e pouco peso parece
em nada
o meu pai de hoje
em dia. As pessoas anos atrás
são desconhecidas das pessoas anos presentes.
São os objetos, esses invelhecíveis,
as únicas provas de que
o que aconteceu
de fato
aconteceu e não é só essa sensação meio nuvem de que
um dia
quem sabe?
tenha acontecido.
Se não fossem os objetos, a vida
Soaria como
Uma longa noite de sono e os loucos
seriam tão comuns quanto os postes e as placas.

ombro

andava tão quieta. em todas as conversas ela
só ouvia.
tinha um rosto de gente interessada, daí o abuso, mas
por dentro
ela era
lotação da
Sé.
Precisava dizer umas boas, também,
Umas perguntas do tipo
Depois que morro nunca mais vejo meu corpo nem os corpos das pessoas que amei?
Só que antes
Ela precisava encontrar alguém de ouvido grande
maior que a boca ou pelo menos os 2
do mesmo tamanho,
que luta, ela pensava,
olhando a cidade de são Paulo 6 da tarde esperando o
busão
que demoraria muito,
muitíssimo
pra passar.
Antes
precisavam passar os carros que estavam na frente e parecia que sempre
tinham carros demais
na frente
de Ana.
Respirou fundo, de uma profundidade que
se fosse em metros,
Dava longe na nova
Zelândia, saltos
de bungy Jump
Sem vista pro mar. Cidade de pedra essa são Paulo, com suas
pessoas de pedra.

tumblr_n4uz1nu8jr1qglhc3o1_500