Coceira

a espera arde
e começa a ficar grave
depois de mil cartas, noites
de bebedeira cada 1 num canto, a espera começa a perder saúde depois de
Dias de trabalho, domingos
e sábados que vão e
vem, nenhuma hora pra gente foi

encontrada, não estamos sendo sábios como combinamos
que seríamos, A espera

começa

a me matar.

Espero, contudo, estar viva até o dia em que marcaremos a nossa Transa
tão suja, tão
Nossa, um dia arranjado,
Cavado por nós e
pela sorte que,
com cuidado,
não machucará nenhum coração
sequer,
contanto que

sigamos
Sendo
segredo.

Lentamente nosso amor vai dando certo

de novo o Sexo metafísico, mal sei de que jeito deixo minhas pernas nas nossas andanças e o mais longe que chegamos foi
eu
colocando o dedo discretamente
dentro da minha calcinha e depois, a pedido seu, tumblr_n7a0ndmRN21r8fkxho1_500

dei-te o dedo pra você provar. Ficamos tensos nos respirando,
aquela câmera lenta com a sua língua devorando minha mão e eu queria que ela devorasse tudo, morreria na tua
boca, penso nas suas partes como carne de açougue, costela, pescoço, osso da
bacia, penso em bundas, em guerras, em tapas, penso em
deus. Por 1 mês, Essa
foi a nossa maior perversão ou quem sabe
a nossa maior perversão tenha sido confiarmos um no outro sem nenhuma garantia. Somos irmãos-coragem. Cê disse
que a palavra é Tempo, eu
sigo pensando que a palavra é coragem, feito naqueles romances que vimos
em promoção. Talvez você não me queira tanto quanto pe)n(sa. Talvez você apenas reaja aos meus quereres porque eu sou 1 mulher
dando
Em cima
De você e você
é um homem que gosta
de mulheres e só. Acontece que a gente gosta de um poção de coisas no mundo e como vivemos bem sem elas só trocando
6
por meia dúzia. Sou uma fruta, preciso ser
descascada, sou todas menos
a maçã e
não quero ser chamada de refeição nunca mais, é tão
Trágico. Um prato
dura o tempo de um almoço, longo ou curto, com prazo de validade, eu gostaria de viver por anos ao seu lado, usar a varanda
ao seu lado, usar a música e já não aguento
1 semana do jeito que a gente anda não se permitindo assim.
Te tanto esperar
acabaremos mortos ou cansados, há tantos quartos que podíamos habitar. Quartos discretos, baratos,
100 reais por horas, vou
te ligar contando as novas,
Alô, é
Fulano? Escuta, amor, ou a gente transa ou a gente poda. Faz mal pra saúde dois adultos tão castos assim.

Poli Amor

Fiz a janta, perdi horas

cortando tomate em busca da salada

Perfeita. Aprendi num buffet de restaurante, combinei o queijo com

manjericão. Coloquei a travessa no centro da mesa. Recorri às velas e a toalha de renda pra deixar

a noite

mais leve.

Abri um vinho dois mil e sete, olhei no relógio, Sabia que

apesar do trânsito

ele não demoraria nada e foi só eu sentar no sofá que

o Pedro chegou. Sempre foi assim, do lado dele

eu não descanso. Agora cansei, ainda hoje meu Outro

me espera, prometemos.

O quase ex abriu a porta sem campainha. Olhou pra mesa antes de mim:

-pra quê isso, Carla?

– Nada. Eu tava precisando falar com você.

– pois fale. Você sabe que eu tô de dieta.

– só fiz salada. Toma um banho, eu te espero pra gente jantar.

Ele foi. Voltou depois de 10 minutos que pelo menos com água ele é um cara legal. Estava de shorts sem camisa. Pedi pra ele colocar uma camisa,

não pôs. E disse pra eu largar a mão de ser:

– Chatinha.

Sentamos. Lhe servi, inclusive

o vinho. Ele queria ligar a tv. Eu disse:

-Espera.

que eu preciso contar 1 coisa. Ele não perguntou o que era, talvez

nem se importasse ou talvez de tanto falar ele tenha desaprendido a ouvir.

o Avisei baixinho, que grito

é ausência e eu

estava lotada.

– Vou te deixar, Pedro. Conheci um cara que me olha nos olhos quando transa comigo, eu tô indo morar com ele. Minha Mala tá pronta. Essa é a última janta que

a gente janta junto.

Ele seguiu comendo. Mais uma vez Não teve coragem de olhar nos Meus olhos. Acabar com alguém depois que já acabou é

um pouco mais fácil, o arrependimento é do tamanho de um comprimido e fica o sentimento de que

o que foi feito

está Feito até tarde demais.

De cabeça baixa vi pela vela que ele chorava. Achei o mínimo, depois de quase 10 anos. Ele Disse pra mim o quanto era duro

Não mais me amar. Escutar o fim e sentir

só silêncio. A gente se acostuma a ficar junto, isso

é um jeito de amor

também. Conforto

é amor. Rotina

é amor. Anos juntos

É coragem. Largamos os talheres por 1 abraço e nele ficamos por minutos que nem sei.

Senti

o pau

do Pedro. Nos beijamos e

nos

Comemos depressa na nossa

Primeira-última transa

depois de tanto tempo.

Nossas coisas preferidas

Faz mais de 1 mês que eu não assisto ao meu programa de tv favorito,

era o único.
De manhã na hora do café, a velha xícara, o pão esquentado, o queijo
Derreteu porque passou a noite toda
fora da geladeira, a vassoura no quintal, a pá, o
pó, a casa acordando
assim como eu e
o controle remoto em suspenso, com os seus quase 30 botões, seus comandos que precisam de comando, eu apertava só o:
– Ligar.
e nem precisava mudar de canal,
Sempre já estava no meu programa de tv favorito e ouvi-lo a cada manhã me dava a certeza de que eu ainda
Estava viva, com olhos
na tela, a apresentadora também. A produção também, os fios, os cabos, o cachorro da apresentadora e apesar das pessoas
sem casa, das
Pessoas doentes, da falta de chuva e de educação
No elevador, ainda assim, de uma maneira bastante estranha, tudo
parecia bem.
Acontece que precisei mudar o lugar de tomar café da manhã, a mesa da cozinha
quebrou.
O marceneiro a levou pra reforma. Pediu 15 dias, cobrou
O quanto quis.
Agora, Meu novo lugar de tomar café da manhã é na sala e
na sala
A televisão fica nas costas da mesa, por conta da geografia do meu
Apartamento. É péssimo
Ficar virando o pescoço pra assistir o programa, é desconfortável.
Então, no primeiro dia sem a mesa da cozinha,
Eu Não liguei a tv da sala. Pensei, deixa,
logo a mesa volta,
é bom que eu começo a trabalhar um pouco mais cedo, estou tão atolada e inclusive
cansada desde da semana
passada, acho que
retrasada, estou cansada há
séculos.
Continuei sem ligar a tv no segundo dia. No terceiro. No oitavo.
Só na quarta semana foi quando percebi que nunca mais eu tinha pensado
No meu
Programa de tv favorito. Lembrei do quanto é frágil gostar de alguma coisa enquanto dava um gole no café
sentada na mesa da cozinha que
fazia dias,
já estava pronta.

tumblr_nbp4q4CaVm1qz6f9yo1_500

Antes, uma pausa

meu maior amor é

por mim. Calço meia, uso

pente, tomo banho morno com sabonete

neutro. Toda vez que viajo, por exemplo,

sinto medo

de morrer de automóvel.

Penso

Oras, é possível que tenha chegado a minha hora e

se não for exatamente agora,

será outro dia qualquer. Tenho fim previsto, todos temos.

Posso até tentar

fugir, um pouco. Desviar as

rotas. Por dias mudar o turno, ir de

vã ao invés de bike, ir a pé, não andar de moto, evitar saidinhas

com frequência, com dinheiro,

posso enganar a morte por 1, 2 anos. 10, caso eu seja espontânea e ela goste do jogo, mas

não pra sempre. Pra sempre, o pessoal da firma morreu

antes disso.

Se fosse o caso

de pesquisa de mercado, eu diria convicta que prefiro não morrer. Prefiro não morrer a vida inteira. Se não me entrego a um amor é Porque me amo, se

Me entrego, é porque me amo também. Porque amo

me sentir do jeito

que o amor me faz sentir, Infalível.

Por isso me envolvo com as pessoas e me des-envolvo com as pessoas. Preciso sentir outra coisa além do medo e da angústia de decidir se

Vivo;

e (a)mor-te será consequência

ou

se Guardo;

e a morte acaba enganada, se

atrasa, fora o Tédio

De se poupar

Que também é morte, no vazio

Não há silêncios, há

Enxaqueca que

só passa com

2 doses de

Novalgina. Por hora,

prefiro um café

desacompanhada

com pinta de quem

aguarda

do que qualquer grande amor além de mim.

tumblr_ngmy1axiGJ1qe0lqqo1_500

É assim toda vez que a gente sabe do tamanho de um novo amor

esse nosso jeito de se comer pela Internet pode ser uma
boa. Coração
nas fotos preferidas, vídeos Standards de tesão acumulado,
bilhetes em papel que
jamais chegarão a serem vistos
em papel.
Online, a gente conversa sobre o quanto nos queremos
Nus. Quando nos vimos,
preferimos os silêncios. Por mensagem não somos tímidos, falamos abertamente sobre o céu que seria
nos chuparmos olhando nos olhos e
sem banho, pra sentir o gosto que tem as coisas e não o gosto que tem o creme Victoria`s Secret.
os Casais 1920
não se comiam virtuais assim. É certo que eles
quase nem se comiam, ao menos que fossem casados
ou seja,
não se comiam. Muito menos imaginavam
que pros casais 2015
teria qualquer coisa de mais fácil no percurso da conquista, mas não
o Amor.
O amor continua penosíssimo,
a Espera
segue no peso de 1 morte Súbita, a fome
passa
ou aumenta, dependendo de 1 telefonema
ou de quantas garrafas de cerveja
o garçom já desceu no bar. Seus discos preferidos
Não são mais seus, são os dele.
Tudo dele, em você,
e a vida do alto do corpo de um novo
amor fica deliciosamente
Sofrida. Isso de 1920 a
2015. A 2146. Amar sempre será a dor mais bonita. Enquanto houver pessoa,
encontrar grandes pessoas seguirá revolucionando os planetas.
Depois
Outra coisa, se resolvendo de outras formas, talvez melhores.
Talvez piores,
tempo nem sempre é remédio. Tem vezes que tempo
é gasolina, como quando vejo
Uma foto sua
fazendo qualquer bobagem que não seja
me ver, tipo andar de
bicicleta ou comer
uma pizza. A gente tem se devorado brutalmente via
internet.
Agora,

eu quero saber da Coragem.

tumblr_nkgsdr59Z61roddsgo1_1280