Todo Mundo Brinca no Domingo

quando ele me pegou de jeito eu tinha sete anos.
Não Sabia escrever a palavra Solidariedade, mas
sabia
que iria
Apanhar.
Não era a primeira vez. Semana passada eu tinha derrubado iogurte na cama: levei um tapa. Nunca antes eu tinha apanhado, não
sabia o que sentir. Ardia um pouco, mas, ao mesmo tempo, dava vontade de rir. Por isso, meu avô me chamou de:

– Debochada.

e me bateu de novo, do outro lado do rosto.
Não chorei. Deitei na cama com cheiro de leite e
fiquei pensando que
bater
era um jeito frágil de dizer que não está Tudo Bem.

No domingo que meu avô me pegou de novo, eu
tinha desligado a sua
televisão.
Era o programa do Silvio Santos, ele não perdia um e
aquelas risadas que vinham do auditório me davam vontade de Chorar.

Desliguei a tv.

Meu avô me olhou como um demônio. Me pegou pelo braço, eu tinha sete anos. Me colocou de bruços no seu colo, abaixou a minha calça, abaixou a minha calcinha e lascou de mão pesada infinitos tapas
No meu
Bumbum.

Pá.
Eu não sabia se olhava pra ele ou olhava
Pra frente. Preferi fechar os olhos. Ardia mais do que no rosto, esses tapas de agora, Queimavam, mas
eu me sentia imune de um jeito
oco.
Parece que o Corpo
sabe, antes da gente ele sabe, e se defende mudando de
Lugar. Apanhei, mas eu não estava lá. Estava num parque, brincando com o meu cachorro e a gente cantava junto o hino do Brasil.

Ainda assim,me lembro daquele domingo
como se fosse

Hoje.

tumblr_n3mdv40cQk1qdvew2o1_1280

Somando as duas, nossas fotos tiveram 54 likes

a gente tinha quebrado a cara de novo, não
desistimos nunca,
fomos criadas assim. Pra acreditar no amor,pra tentar mais que Uma, pra
começar de novo, mas

dessa vez,

depois de

t  a n  t  a  s,
estava sendo

especialmente Difícil. O meu me trocou por outra

Gata
de menos de 20 anos, eu tenho
vinte e seis. Não telefonou, não voltou nem pra buscar a mala. Provavelmente não nos veremos nunca mais, quiça numa esquina

daqui uns 5 anos, eu de cabelo curto, ele vivendo em outro bairro.

O dela,
pegava dinheiro e só, não queria transar. Também não queria
lavar a louça mas gostava de meia na gaveta. Minha amiga mandou ele à merda: achei
o Mínimo.

E naquela noite de sexta

a gente encostou a carro no canto da estrada, abrimos no braço as nossas cervejas quase quentes mas
ainda assim

eram bem melhores que os nossos ex-amores e

ficamos olhando a Lua, rindo das nossas tristezas,

sempre tão parecidas.

– É bom saber que eu tenho você.

eu disse a ela, e nossos olhos ficaram molhados. Tiramos foto, colocamos na Internet enquanto

o cel ainda tinha bateria. Depois
nada, não

planejávamos voltar tão cedo, pelo menos

não

dessa Vez.

tumblr_lr47eqz7YF1qzjgx5

Sobre aquela sensação

todas as possibilidades se voltam pra gente feito
flecha
quando estamos
Juntos.
Outro dia, ouvi um poeta dizer
que colar os sexos como a gente
se cola
era o jeito mais forte de Rezar no mundo, uma pena
que as religiões tantas
escolheram separar o sexo
de deus. Elas
não entendem que
Deus
é o maior gozador de
todos,
o grande Safado, talvez até
o único, nós
somos
adolescentes e
só. Ele
nos fez um pouco mortos mas
no fundo
cheios
de sonhos, foi
embora antes, não se despediu.
Esqueceu de nos contar
como faz pra não morrer,
Jeff Buckley tinha a voz de um anjo e
morreu
afogado
na represa. Foi nadar a noite, queria se
encontrar um pouco: morreu em 1997.
Deus não disse
como
deveríamos pensar o mundo, nos deixou sozinhos nas nossas manias
de explicar, ele
nos deu a natureza
mas ela é tão Boa que
a gente se perde logo no
próximo
passo, estamos nervosos,
estamos
falantes, às vezes tem a Lua
e uns almoços de Domingo, mas
de verdade

nos sentimos não-mortos
quando
colamos nossos sexos assim,
do jeito Bonito
que a gente
cola
quando
Ama.

tumblr_n8erg2uqow1tsltdwo1_400

A Tara

eu estava on line. ele

também.

o amor, hoje em dia,

não precisa de mais do que isso.

queria puxar assunto, ele é lindo. Fez a minha tatuagem e

já na mesa do estúdio

eu sentia

o quanto seria bacana se a gente pegasse um Cinema juntos.tumblr_mztmkqXca61razvvyo1_400

Ou

fizesse uma viagem, ele dirige eu

chupo.

A gente toma umas cervejas no caminho, falamos mal dos nossos

Chefes

e do quanto os nossos sonhos tem crescido dentro do Peito. Podemos abrir os vidros, também. E comer o vento, eu

me imagino

com ele,

pra vida toda não sei, mas

por 1 semana epifanica,

Sim.

Ele estava on line, era minha chance. Eu precisava dizer de algo que rendesse e, ao mesmo tempo,

que disfarçasse o

arrepio que sinto quando penso

na gente. Funciona pouco

abrir as cartas

logo

no início do jogo.

Eu disse:

 

– Tudo bem, Fulano? Uma amiga minha, cara, ela pirou na tattoo que cê me fez.

 

Ele demorou 1 minuto pra responder e

na internet

1 minuto é o tempo

de 1 vida.

Ele respondeu:

Dá meu número pra ela. É 9 9999-9999.

E a gente começou a conversar. Sobre tatuagens, primeiro. Depois, também sobre dinheiro, sobre

morar com a mãe aos trinta, sobre música,

alguns shows que nós já fomos até parecidos e ele me fazia elogios o tempo todo. Sabia do meu silicone e dizia que nunca tinha visto tetas como as minhas na vida dele e olha que ele tem 31. Me chamava de Gata a cada frase que pudesse caber, gramaticalmente, a palavra gata no contexto eu

Conheço

quando um homem quer me comer.

De estratégia,

me mantive passiva, provocando à francesa,

como se eu tivesse escondida

uma espada

em algum lugar

das minhas

costas.

Deixei o Fulano à vontade, o incentivei a dizer bobagens, tava quase batendo 1, quanto mais sujo ele era, mais eu

provocava, dizia

Ai.

dizia

Nossa

Dizia versos de Henry Miller e Jean Paul

Sartre. Até que ele

me mandou a foto

do seu Pinto

num

belo

close: caralho.

Lembrei do i cloud, a gente vê essas noticias de fotos vazadas, eu

tenho família na internet, eu

tenho chefe, tenho

marido,

tenho Medo pelo amor de deus, eu

tenho Vergonha

na cara:

Desliguei o computador.

O amor,

hoje em dia, não precisa de mais

do que isso.

é difícil, depois de estar atento,
experimentar o
Distraído.
Passaram- se anos, foi quando percebi o
quanto
tudo está errado. Os esquemas sociais, passando pela família. O dinheiro pra comprar cigarro, os deveres
tanto pro banco
quanto ligações telefônicas pra dizer
do Amor.
Um dia
contei pra alguém que o amava, ele
Não reagiu do jeito
Que sonhei, disse só
-Tudo bem.
E a vida seguiu em
Frente.
Ninguém morreu. Não se morre mais por Amor.
Nada está no lugar ideal, desde de manhã.
Nem a distribuição de produtos nas prateleiras do mercado, eu acho que pães vem primeiro que frutas, nem as leis de trânsito, eu
Acho que pedestres
também precisam de faróis, os poemas
Estão fora de ordem, as frases estão vazias, os poetas ou nasceram antes ou chegaram Tarde, não
Concordo com nada,
Nem
comigo mesmo.

Ainda assim
Todo dia que levanto da cama, levanto
Cheio
de Esperança

tumblr_mub9gvPeJ41ql734to1_400

Contraste

para Amy.

O que
se pode fazer
quando a gente

se sente

Triste?

Escuta,
é bonito ser triste também.
sorriso é dente,
lágrima é água e tem dia que a gente


tão triste que até sorri lembrando da dor. E balança a cabeça, e coloca uma música.

Tem dia que a gente sorri tanto que até

chora por conta
do amor, a boca

não dá conta, precisa dos olhos, precisa da barriga e de uns

discos pra dançar

colado. Pra lembrar que

Essa Tarde

pode durar a vida inteira.

Ser triste

é bonito também, é quase como ser feliz só que

com metafísica.
Por baixo daquela
cabeça baixa,

você  se sente bem. Muito bem. Mas cê pensa nos problemas, nas

coisas erradas, naquele ex-amor, na bolsa roubada, na morte e por isso
cê não pode estar só alegre, seria
como esquecer
estar só alegre, o triste
não esquece nunca, o triste
tem memória
de mundo,
e no fundo
não existe
nenhum Sentimento que

não nasça
de outro.

a bituca

Odiava cada canto do apartamento desde que
Ele se foi.
O abandono já fazia alguns meses, mas
não
os suficientes
para Ela o
Esquecer.

Tiveram um filho, que também ele
abandonou.
O bebê tinha alguns meses, mas
não os suficientes
para que alguém
pudesse tê-lo amado,
o pai o esqueceu muito rápido,
ainda mais rápido
do que esqueceu da mulher.

Ela
não tratava bem do bebê, como
não tratava bem da casa
muito menos
dela mesma. Queria desistir, estava
decidida, só ainda
não tinha
escolhido como.

Esquecia de comer mas nunca de
fumar.
Quando lembrou do Fogo estava
de cigarro na
boca: Sorriu

e

Jogou
a bituca no carpete.

a primeira coisa que pegou fogo
foi o berço do neném.
depois as plantas, os papéis. Depois ela.
Os bombeiros tentaram
mas
quase que o prédio inteiro
ficou destruído e
ela
passou da
solidão de sua casa
para
a Imortalidade
efêmera
dos Jornais.

tumblr_mbdpa2W4b11rs8w78o1_500
(*foto via Tumblr)

as Músicas são Normais

Comprar coisas não me faz feliz pra sempre.

Me faz feliz um tempo, depois

me faz

Melancolias.

Como é o caso desse anéis. Comprei os dois hoje e escrever com eles nos meus dedos está me

deixando feliz de um jeito simples.

Mas passa.

E depois que passa, fico pensando que troquei dinheiro por

Bobagens

perecíveis

enquanto tanta gente

Troca dinheiro por

Remédio pra

curar a dor. As físicas, provocadas por defeitos

Físicos. As provocadas por sentimentos

não tem

Cura. O amor não tem remédio, como numa vez que amei

demais.

O nome dele é Rafael. Hoje olho fotos e não sinto

nada

mas demorou anos pra parar de

sentir.

E chego a ter calafrios ao lembrar do

quanto

Sofri nesses tempos, me anulei, era inerte

Ou

Inútil tentar viver.

Perdi a alma em tudo que não era

Rafado.

Não conseguia existir longe dele e quando perto,

Não conseguia respirar direito. Passei o Natal

Sem entender,

Olhando pra’s nuvens

Comendo peru e pensando que

eu devia é estar transando com aqueles olhos de moço que fuma. Ele escrevia poemas maravilhosos depois que enrolava um beck e usava calça xadrez sem cueca.

Enquanto isso eu no Natal, rodeada de parentes falando coisas,

pra mim eles eram só lábios que se mexiam sem som. Achava-os patéticos cá dentro, sentia febre. Foi quando o Rafael me mandou uma mensagem no telefone.

Disse lindo do nosso amor

1999: não mencionou o menino jesus.

Quase chorei, tive suores nas costas, como doía ao invés de ser bom e não tinha remédio pra isso, nem ele mesmo

me adiantava porque a imagem que criamos do amor é sempre maior do que a pessoa amada.

Ninguém

pode satisfazer um Louco, eu sofri. Durou 3 anos, mas passou.

Assim como a alegria de comprar coisas passa. Troquei 400 mangos por 1 vitrola que, até mês passado, era a queridinha da casa. Hoje a olho como olho

um pão. Meu entusiasmo de colecionar discos passou, assim como um cachorro

na rua

Passa,

a dor de perder alguém

Passa,

as horas

passam

Não passam quando a gente ama junto.

aí congela e

depois

também isso

Passa.

tumblr_n6536zF71S1rdjew0o1_500

queria saber em que esquina eu esqueci meu coração

– não converse na aula, menina.
– não chore.
– fale mais baixo no telefone, no ônibus.
– não dance em lugares públicos.
– especialmente não beije em lugares públicos.
– não expresse seu afeto com tamanha intensidade, assim
cê sofre muito.
-feche as pernas.
-abre os olhos.
-come, se não cê emagrece.
-chega de comer se não tu fica gorda.
-essa roupa não serve.
-esse emprego não dá.
-esse filme não presta.
-arruma essa cara.
-dá um sorriso.
-vamo tirar uma foto?
– vamo tirar outra?
-escuta essa música.

E tudo
o que eu queria
nesse mundo
era o
Silêncio.

tumblr_ncsjp9FItD1qia1o1o1_500

Ela queria demais

ouvia blues

descontroladamente

e pintava as unhas do pé

de vermelho,

numa tentativa frustrada de

tentar ser mais feliz. Não lembrou do que sua mãe lhe dizia, que

ser um pouco

feliz já está muito bom, queria mais

queria tudo, olhava até pra Lua

com uma certa

desconfiança.

Achava que escutando a música mais triste e usando um esmalte de musa

ela ficaria quente por dentro. Porque assim estaria

pronta pra quando

o mal viesse, feito um amuleto. Um pouco ela ficava mesmo, mas a vida

tem outras necessidades. Como amar os animais

e comer comida boa.

Ela fazia exercícios, chamava Martha, inclusive um

específico

de ignorar as pessoas do mundo.

tumblr_nc7g9sV3Ik1rtioevo1_1280