Era Carmem que abria a perna mais que eu

Imagem

No vestiário a conheci. Ela faz hidro, eu aeróbica. E musculação também, que agora acabou a brincadeira.  De repente, minhas manhãs foram tomadas por atividades físicas que eu

nunca

jamais

tinha feito.

Tenho ficado rosada com frequência, usado mais meia que chinelo e descobri alguns músculos bem divertidos no meu corpo.

Suo feito gorda,  na esteira minha mente vai a mil.

Pra piorar, o professor me disse hoje,  no exercício de abrir as pernas:

– Tem senhoras de oitenta que

abrem

mais

que tu.

Pois sim.

Mas essa senhora que conheci no vestiário, por certo não era dela que o professor estava falando.  Tinha também uns 80 anos. Seu cabelo era roxo, curtinho. Simpática ela, com um senso de humor plausível, especialmente pruma mulher.

No entanto, dona Carmem tinha algo de diferente das outras ladies que faziam hidro: Ela gostava de ficar pelada.

Era uma senhora bastante sóbria, you know, sem problemas de saúde e etc.

No entanto era gorda e tinha quase

1

século

de existência.

Todas as outras senhoras se trocavam dentro do banheiro Até as moças preferiam um pouco mais de privacidade. No máximo, saiam do banho de calcinha e sutiã.

Mas não dona Carmem.

Ela passava mais de meia hora pelada, sem motivo nenhum.

Não estava se secando

se trocando

ou passando creme.

Ficava simplesmente sentada, bunda no banco, sorrindo e conversando com as amigas. Suas pelancas cobriam-lhe as partes mais intimas e as tetas caiam vesgas, por cima de sua pança. Veias grossas  saltavam de suas coxas cruzadas,

coxas essas que já serviram de apoio para  alguns homens que a amaram.

E talvez, quem sabe, ainda servissem.

Seus pés eram pequenos.

Sua bunda era sebo,

Sua pele era seca,

sem brilho

nem cor.

Pra mim, era inevitável não olhá-la.

Pra ela, era um prazer ser vista.

Dona Carmem estava gargalhando com as amigas quando percebeu meu excesso de curiosidade. Ajeitou calmamente seus cabelos roxos e me disse num semi-sorriso:

–       Sou velha mas ainda estou viva.

E eu,

55

anos

mais

nova

y tantas vezes

mais morta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s