Tango-me

the way I feel

when I listen

to
é como quando
se nasce
claro que não me lembro,
ninguém

jamais se lembrou
É que coisas felizes
São assim mesmo:
Apagam-se
pelo excesso de amor.
Só fica, assim, de memória
o arrepio da experiência doce
qué trazida e levada
pelo sonho
das águas
Explico:
É como se o ritmo
tivesse uma mão
que me revira por dentro;
inverte meus órgãos e
faz uma
bagunça boa no meu
coração
É como uma nova ordem
que funciona melhor,
bem melhor,
do que a da antes. 

Tenho vontade de colher flores,
Todas as flores desse mundo,
Pra soltar o cabelo e dançar descalça
Até que eu
Doa muito
sue muito
e me perca
fundo
dentro de mim

 

No compasso de dois
por quatro
Alcanço o nirvana
absoluto:
Sem luto
escuto

e posso voar

Anúncios