Déjà Vu

esse café (que a gente nunca toma)

esse beijo (que a gente nunca )

esse encontro,
que a gente marca
e nunca vai.
sempre esquece.

esse segredo,
que nunca escondo
e te conto
em contos
de fada.

essa música,
que nunca lembro
em tropicalias e sois
de dezembro 
 
aquele documentario
daquele astro
naquela praia e 
esse abraço,
que a vida promete

mas nao cumpre

que vira tédio
que vira vodka
que vira vozes de
cuidado amigo, pois
a morte 
não avisa 
nunca.